domingo, 10 de junho de 2007

Domingo cobriu o sol de sábado

As filas cresciam em frente àquele brinquedo... lembro que ele me parecia gigante, assustador. Eu não podia andar nele porque era muito pequena. Queria andar de qualquer maneira. As cadeirinhas penduradas que giravam. Acabava andando nos cisnes. Eram bons, eram bonitos, rápidos. Brancos, amarelos, em detalhes pretos. O vento batia como sempre bate quando rodamos em cisnes. Não sinto falta, foi tudo em-completo. O dia terminava num céu de montão de cores.
E aquele frio na barriga me acompanha ainda... toda vez que te vejo. Só agora tive coragem pra me aventurar.

e é uma lua rosa
sim, uma lua rosa

2 comentários:

Allan disse...

Amiga, vc anda evocando tanto a infância, tem alguma razão especial para isso???
Gostei do texto, mas andam tds com um tom nostálgico, é proposital???

Vi a apresentação da Amy Whine no Movie Awards e definitivamente ODIEI! O fato de anunciarem ela como "musa" e tratarem-na como a estrelada noite já tinha me irritado o suficiente, mas a apresentação piorou mais ainda as coisas! Foi tão artificial! A única coisa verdadeira na performance foi a reação da platéia: totalmente apática!
Vc viu??

Priscilla Santos disse...

não é proposital...é totalmente proposital.
1. Espaço em [Des]construção
2. Colcha de Retalhos
> os links estão em Laforismos.. a culpa é toda destes dois.

não assisti ao MA, esqueci totalmente, fui dormir como eu te falei, estava com a cabeça já pesada. all, me diga quando um inglês foi de cara bem recepcionado pelo público da mtv americana? o que eles gostam é de bundabalancionismo... beijos e obrigada pela atenção toda - ainda que vc torça o nariz pra algumas postagens hahahahaha.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...