quinta-feira, 22 de março de 2007

Portrait

Esclareço aqui algo: não sou de grandes arroubos textuais. Não consigo discorrer sobre a guerra civil carioca, sobre os novos cálculos para o PIB nacional ou sobre o Al Gore e os discursos norteamericanamente piegas (soou redundante?). Não consigo. Não sou de grandes arroubos textuais.....
Reconhecido assim esse meu ponto, toco a dizer que a minha praia é o portrait... Só sei falar mesmo é sobre o pequeno, o bobo micro-cotidiano infinito (o piso da minha varanda estufou outro dia acho que por causa do calor... eu estava lavando a varanda e fiquei pensando..minha nossa, essa casa vai desabar dia desses. o Mohammad - meu cachorro - quase teve um ataque do coração... ele tá velho demais pra esses surrealismos de varanda).
Portrait porque é um retrato, uma fotografia próxima, quase íntima, quase despudorada de uma realidade, de uma pessoa, de uma existência de alcova. E adoro existências de alcova, existências em família. Galáxias reduzidinhas...
Uso essas palavras como uma justificativa pra minha falta de jeito com as coisas maiores e mais sérias... eu não dei certo como comunista, daí virei hippie (mas como a roupa indiana anda cara, virei neo hippie), não sei como enxergar e dizer o que eu vi pelo Hubble, não sei.
Os filmes que mais gosto, os livros que mais curto... não falam de grandes revoluções (nem da dos bichos), nem fazem grandes vôos pela política ou pelos problemas sociais com megafone em riste.
Meus contos favoritos não pedem reforma política (talvez agrária), meus filmes favoritos não enxergam as manobras políticas por áreas de influência e nem saem dando tiros pelas ruas, explodindo prédios, nem têm orçamento de 55 milhões... nem as minhas músicas (!): elas são tão mesquinhas quanto eu e só pensam em si próprias... o sistema carcerário brasileiro? Mas, é como diria o Sky Lab: eu tô pouco me importando com as baleias...!- pausa longa - mas..olha..eu acho importante que alguém se importe com as baleias....

Perdões pelo cansaço de ler até aqui.

ps.: como deu pra perceber, não morri na viagem. mas, já diria a minha vizinha: da próxima não passa. enquanto isso eu vou lembrando do banho de mar em Cabo Frio às 3 da manhã...

PRISCILLA
Sabe o que falta pro nosso relacionamento ser perfeito?

LUANA
[vigiando a próxima onda e ao Igor] O que?

PRISCILLA
Vocês se tornarem exibicionistas e eu... voyeur.

2 comentários:

Carola Richardson disse...

aff... perdi a minha msg... odeio o virtua quando ele cai.
eu dizia q sua foto é muito bonita e aquelas ultimas frases soam estranhas, mesmo eu lendo elas... hahaha.
beijos o/
já mandei a carta. espero q receba-a bem.

Feliz disse...

baleias! huahuah
lembrei da cachalote do guia! coitada!
hahahaha

*lindíssima essa foto! é exatamente como vc é!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...