terça-feira, 20 de março de 2007

Novas aquisições musicáticas

BACK TO BLACK | 2006
Amy Winehouse

Para os que me conhecem razoavelmente bem, não é de se espantar que eu esteja envolvida com uma nova obsessão musical; tudo graças à um feliz acaso: estava voltando outro dia do centro do Rio numa van que, como é costume das vans, estava sintonizada na rádio JB. Aí, num desses programas de resenha de discos (não sei qual foi nem quem fez, não dava pra ouvir direito), saiu um boogie, um jazz'ado, um soul, um negócio, um barato louco... ele identificou a moça: inglesa, turbulenta, de voz potente, precoce, cujo álbum de 2006 acabava de lançar aqui no Brasil, um álbum chamado Back to Black ... Annie? (lembrei da Annie Hall)... e fui pro Google e achei Amy Winehouse.
Dia desses meu irmão descobriu um site aí onde você faz downloads de albuns
completos e corri pra fazer ele baixar o tal disco... fiquei surpresa demais. Você conhece Sarah Vaughan? Billie Holliday? Imagine-as cantando isso:
Tentaram me fazer ir pra reabilitação mas eu disse "não, não não"
Tenho andado mal mas quando eu voltar vocês vão ver, vão ver, vão ver
Eu não tenho esse tempo e se meu papai acha que eu tô bem...
Ele tentou me levar pra reabilitação mão eu não quero ir, ir, ir
Esse é o refrão de Rehab, a primeira faixa de trabalho do Back to Black... e, de verdade, não é nem a ponta da questão. A Winehouse encarna um blues sec. XXI chocando no papel de diva-decadente que lhe cai como uma luva. E era justamente o que eu estava precisando desde que a Shakira resolveu que iria balançar a bunda com a Beyonce - o que me deixou muito confusa: o comportamento esperado era "continuo lambendo a sola dos seus sapatos" ou ser gostosa puramente?
Talvez eu esteja ficando velha ou a Shakky tenha ficado ocupada com as novas
concepções de si própria enquanto eu me enfiava em dezenas de roubadas que terminaram muito mal - todas (na verdade, o meu biógrafo vai achar que elas foram ótimas). Posso explicar: é tão reconfortante saber que mulheres perdidas, bêbadas, corpulentas, passionais e de manolo blahnike têm seu lugar ao sol, que fui capturada... afinal eu preciso de uma figura feminina que me diga que "beleza!" senão eu enlouqueço. E, em tempo, é melhor lembrar: sim, sou uma escrava das tendências.
Amy Winehouse tem uma voz absurda, arranjos deliciosos e músicos que a sustentam como se ainda estivéssemos nos anos 50 e os albuns fossem gravados num take só. Pra quem se interessa por degradação feminina, roupas chiquérrimas, drogas, jazz e se sente órfão da Lauryn Hill,
Back to Black é um prato fundo - uma verdadeira fossa. Mas acho que pessoas com esse perfil não ligam pra isso, ao contrário, chafurdam alegremente.
Serei a próxima de um outro cara em breve Não deveria me masturbar outra vez Deveria ser minha melhor amiga nessas horas E não ficar me imaginando transando com caras estúpidos Tears Dry On Their Own Eu meio chapada E as lágrimas que já secaram Tenho que seguir em frente sem meu homem Back to Black Enganei a mim mesma exatamente como eu soube que faria Eu te avisei que eu era encrenca ...você sabe que não sou nenhuma boazinha You Know I'm No Good Sob odes fúteis E zombada pelos deuses E agora a moldura final: o amor é um jogo de azar Love Is A Losing Game Avise seu namorado pra da próxima vez que vier Pra ele comprar sua própria maconha e não usar mais da minha Addictec

11 comentários:

Carola Richardson disse...

Não faço ideia de quem sejam essas pessoas... mas pro fim, sua amiga aqui regride em música, não sabe de nada...
mas concordo com o q vc disse - q vc segue tendências... hahahahah! eu ri muito lendo isso. tudo bem, vc nunca escondeu isso mesmo...

Feliz disse...

foi dela q vc me falou? parece foda! fiquei curiosíssima! vc disse q eu era imprevisível, mas eu sempre gosto qdo vc indica músicos. Amei o B&S, amei o radiohead!

leva o cd dela pra mim no dia do inventário!

shakira ainda tem umas musiquinhas legais se vc estiver disposta a balançar a bunda junto com ela! tum ti tum! rsrrsrs

*posso t chamar d gostosa aqui?

Priscilla Santos disse...

carola. estou visitando se blog...
e como vc não sabe de nada? vá se catar!


feliz. HAHAHAHAHAHAHAHAHA pode...pode....

Feliz disse...

beijos, gostosa!

Priscilla Santos disse...

(hahahahahaha) beijos bellícia...

Flávia Tornatore disse...

Ahhh, as divas...

Em tempo: que vans são essas, que você anda, que estão sintonizadas na Rádio JB????

Priscilla Santos disse...

as vans de são gonçalo sintonizam a JB... faz parte de uma espécie de código de conduta prescrito para criar uma atmosfera meio elite pros trabalhadores que todo santo dia enfrentam a ponte pra trabalhar.
também faz parte desse código não levantar o braço para fazer sinal para a van, o motorista adivinha que você quer que ele pare... juro!

Priscilla Grasso disse...

Descobri essa mravilha nesse fim de semana.Uma amiga me repassou a música Me and Mr Jones. Ai fui Falar com Vitinho amigo querido ele disse que tinha acabado de descobri-la por um blog de uma amiga. Venho e dou de cara com essas lindas palavras, citando Billie e Sarah. Você escreve maravilhosamente bem e descobri que ouve muito bem também. Só o de melhor qualidade.

Priscilla Grasso disse...

e pergunta:
vc é da FFP?

Priscilla Santos disse...

priscilla grasso. cara, juro que tentei me encontrar na sua pagina, mas preciso de meia hora e um copinho de agua pra me econtrar ali e te postar um menssagem. mandei uma, mas naum sei como mandar mais. espero que voce passe aqui. amei o seu comentario, vou dormir toda vaidosa rssssss
sim, sou da FFP. eu jah te vi! olha, se vc quiser gravo os dois cds dela pra vc (confesso que o back to black eh mais chamativo), dai vc me diz como te entrego. beijos e obrigada mais uma vez.

pollengo disse...

E ae Pri...
Como já lhe disse, por vias mais instântaneas, ao me deparar, no seu blog, com um post falando acerca de Amy Winehouse.
Até aí nada de novo, enfim. Porém, as letras, que até então não as conhecia, deixaram-me estupefato.
É isso...quando ela virá ao Brasil? Deve estar aí logo, logo...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...